O Externato

Breve descrição histórica do Externato Rainha Santa.

O Externato Rainha Santa nasceu em Almada em novembro de 1952. Teve diferentes moradas, mas em 1992 deslocou-se para um espaço mais aberto, mais perto da Natureza, mais calmo e saudável, vindo a instalar-se na Sobreda da Caparica e Vale Fetal, duas vilas situadas numa região quase rural e ligadas a uma antiga comunidade aristocrática de Lisboa, que se deslocava até ao “campo”. Desse tempo restam alguns vestígios ainda bem conservados como o Solar dos Zagalos e seus jardins na Sobreda “velha”, datados do séc. XVII-XVIII.

Muitos são os nossos antigos alunos que, já pais, nos procuram. É com muito apreço que recordamos outros tempos, outras crianças, outros lugares, mas é sempre com muita alegria e de braços abertos que os voltamos a acolher pois esse regresso é um reconhecimento do nosso trabalho, do nosso esforço para fazermos o melhor que sabemos: transmitir carinho, amizade, ensinamentos e alegria.

Outros, recordam-nos os anos que têm passado por nós, mas deixam-nos palavras de momentos felizes, de histórias antigas de sorrisos de meninos.

Joana R. – Mas Olha o que tu foste por ai Jasus LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL Tanto tempoooo  Belos Temposss

Rute G. – ahahahahahha olhaaaaa para nósss tao pikininossss hehehehe ..saudades destes tempos =)=)

  • Daniel V. – eishh não sabia que havia esta foto! olha a professora Isabel  é engraçado ainda ver, de vez em quando, mais de metade da “turma”
  • Eduarda M. – AhaHah, Brutal, adoro ver estas fotos
  •  Joana T.L. Qql dia combinamos uma lanche com pessoal do externato :))
                         Olá! Que bom vê-la passados tantos anos… Entretanto ontem vi que a Sandra tinha feito uma sugestão de amizade e quando vi nem quis acreditar! Maravilhoso! Tenho que procurar mais fotos destas… sou capaz de ter algumas pelos álbuns. É sempre bom recordarmos a nossa infância, o nosso passado e depois ver como crescemos como estamos no presente. Relativamente ao André, foi com grande tristeza que recebemos a notícia. Era um bom menino. Um beijinho grande para si *
    Pois é, nem sempre são só momentos felizes, alguns trazem-nos saudades imensas.
    Sandra G. –  tambem fiquei mt contente quando vi que era a minha querida professora primária, tantas vezes falo de si com a minha mãe que nem imagina, … a ver se combinamos msm alguma coisa e recordar todos os momentos que passamos juntos.

    Pedro F. – Professora que saudades.  Era óptimo estarmos juntos, o mais difícil é encontrar um dia em que todos possam. Por mim combinávamos um jantar para pôr não sei quantos anos de conversa em dia.

    Soraia J. – Olá Professora.Não resisti em enviar-lhe uma mensagem,porque até fiquei emocionada…Ainda hoje andei pelo meu baú a rever fotografias e tantas do meu querido Rainha Santa…E logo coincidiu encontrá-la a si e à professora Graça. Quando tirei a carta,andei imenso tempo a dizer: “tenho de ir ao meu externato” e nunca se proporcionou ir porque entretanto metia-se sempre qualquer coisa…Mas realmente,tenho mesmo de passar por aí..Ainda encontrei a D.Fernanda em Almada,e ela própria é que me reconheceu,veio logo ter comigo…A D.São (uma antiga auxiliar) também a encontrei,nem reparei que era ela,e ela disse-me: Soraia és tu? É incrivel como as pessoas não se esquecem…E isso deixa-me muito contente e grata por todo o carinho que é recíproco.Estão na Sobreda ou em Vale Fetal?A professora Graça ainda está aí?

    Ana Isabel R. – Olá profª, tudo bem?? Tenho muitas saudades suas ( … ) tenho que lhe fazer uma visita, nunca me esqueço de si e de todos os que fizeram parte no meu percurso no colégio. Às vezes digo à minha mãe que se pudesse nunca tinha saído de lá..

    beijinhos para todos

    Praia 2010 e praceta 016

    As palavras dos nossos antigos alunos são o melhor cartão de visita para quem quiser conhecer o nosso trabalho…

    Afinal, o Externato Rainha Santa somos todos NÓS!